Sob a curadoria de Isabel Sanson Portella, a mostra reúne 26 artistas de diferentes gerações, que lidam de maneiras variadas com o ato de costurar e bordar, e compõem, nesse campo, conceitos subjetivos e peculiares de tempo, espaço e convívio social.

A mostra ‘Aquilo que nos une’ trata da delicadeza, da sensibilidade da alma, das questões que estão à flor da pele. O que une é mais do que uma linha, é criação de sentidos. É mais do que costura, é processo.  O linho e o algodão, a fotografia, o video, a chapa de metal, a madeira, o plástico, o gesso e o cristal conferem firmeza à narrativa, amarram questões e histórias que são de todos, mas que cada artista desenvolve na sua linguagem única. Trabalhos históricos de Bispo do Rosário, Leonilson, Tunga, Waltercio Caldas e Anna Bella Geiger, artistas que marcaram um período da produção nacional juntam-se à recente e vibrante produção contemporânea de Adriana Varejão, Rosana Palazyan, Ana Miguel, entre outros.

Destaca-se nesta exposição o poema com versos bordados à máquina, em lenços masculinos, feitos pelo artista plástico Jozias Benedicto.

“O que todos esses artistas fazem é produção de imagem, de signos e de linguagem. Esta exposição reflete uma linha […]